Lunes, 02 Febrero 2009 02:05

Reformas para a Copa de 2014 vão fechar o Maracanã por, pelo menos, dois anos

Written by
Rate this item
(0 votes)
 Obras devem começar em janeiro de 2010 e podem se estender até dezembro de 2012, prazo final estipulado pela Fifa



Projeto do Maracanã com cobertura para a Copa de 2014 O Maracanã vai fechar as portas por, no mínimo, dois anos. O sacríficio para o torcedor carioca será necessário para adequar o estádio para receber não só a Copa do Mundo de 2014 como para ser o provável palco da final. No período de obras nenhum jogo será realizado no estádio. A decisão foi anunciada neste domingo durante a visita da comitiva da Fifa ao Rio de Janeiro.

 

A secretária estadual de Turismo, Esportes e Lazer do Rio de Janeiro, Márcia Lins, prefere não estimular um período em que o estádio vai ficar fechado. Ela considera que isso só seria possível após a empresa que vencer o edital para a licitação da Parceria Público-Privada (PPP) apresentar o projeto de reformas. Mas fala em um "longo período".

 

- A obra só será possível com o fechamento do estádio. É difícil falar em tempo. Mas será um longo período. Não tenho o cronograma do projeto definitivo que será apresentado dentro da Parceria Público-Privada (PPP). Agora pelo volume de obras e pelo estudo de viabilidade certamente é um período longo. Mas de um ano e meio, pelo menos. São muitas obras e para que elas andem é preciso o fechamento - disse Márcia Lins.

 

Entre as obras estão a cobertura do estádio evitando que torcedores peguem chuva. A cobertura será erguida de forma a não interferir na fachada do estádio, que é tombada pelo Patrimônio Histórico. A obra não é uma condição para que o estádio receba jogos do Mundial, mas uma iniciativa do Comitê Organizador do Mundial, com o objetivo de dar mais conforto aos torcedores. O projeto deverá custar a metade dos R$ 400 milhões orçados para a reforma do estádio visando ao Mundial. Novos camarotes e áreas de imprensa serão construídos. O Governo do Rio também estuda uma forma de cumprir a exigência da Fifa de que o período máximo de evacuação do estádio seja de oito minutos.

 

Flamengo e Fluminense vão ter que jogar em outro estádio

 

Ainda não há uma data para o fechamento do Maracanã. Mas pelo cronograma da Fifa as obras nos estádios que vão receber os jogos precisam começar em janeiro de 2010. Mas é possível que isso aconteça antes, ainda este ano. E o "novo Maracanã" precisa estar pronto até dezembro de 2012. Ou seja, as obras podem se estender por até três anos.

 

- Vai depender da empresa que assumir as obras do estádio. Mas se for necessário já podemos começar este ano. O nosso objetivo é deixar o estádio pronto seis meses antes do prazo final da Fifa, que é em dezembro de 2012. Vamos preservar todo o tombamento do Maracanã, mas ele terá todo o conforto por dentro. Será como um novo Wembley sem quebrar a fachada - disse Márcia Lins.

 

Neste período de obras, os clubes cariocas que utilizam o estádio como Flamengo e Fluminense vão precisar jogar em outros lugares.

 

- Os clubes vão procurar alternativas com a Federação, com a CBF, para não prejudicar o calendário, os campeonatos. Agora a obra só será cumprida com o fechamento do Maracanã. Temos outros estádios na cidade do Rio de Janeiro para dar suporte neste período de fechamento do Maracanã - completou a secretária estadual de Turismo, Esportes e Lazer do Rio de Janeiro.

 

O projeto de reforma do Maracanã foi entregue neste domingo aos três representantes da Fifa que estão no Brasil para preparar o relatório técnico sobre as cidades: Thierry Weil, diretor de marketing, Dick Wiles, co-chairman da empresa Match, e Fulvio Danilas gerente da Fifa e responsável pelo projeto Copa do Mundo FIFA Brasil 2014. Além deles, a comitiva tem a presença de representantes do Comitê Organizador da Copa do Mundo de 2014: o presidente de CBF, Ricardo Teixeira, Joana Havelange, Rodrigo Paiva, Mário Rosa, Carlos Geraldo Langoni, Alexandre Silveira e Carlos de La Corte (consultor de estádios).

 

Nesta segunda-feira, a comitiva segue o roteiro pelas 17 cidades brasileiras. Os representantes da Fifa ainda vão visitar Belo Horizonte, Brasília, Goiânia, Campo Grande, Cuiabá, Rio Branco, Manaus, Belém, Salvador, Recife, Natal e Fortaleza (Veja no infográfico abaixo o roteiro).   

 


O relatório será entregue ao comitê executivo da Fifa, que nos dias 19 e 20 de março, em Zurique, na Suíça, vão escolher as 12 cidades que receberão os jogos da Copa do Mundo de 2014.

 

Apesar de não ter a confirmação oficial da CBF e da Fifa, cinco cidades já estão confirmadas como sedes: Rio de Janeiro, São Paulo, Belo Horizonte, Porto Alegre e Brasília. E outras quatro estão praticamente certas e só ficariam fora se o projeto tiver muitas falhas e se não apresentarem garantias para os investimentos necessários: Curitiba, Fortaleza, Recife e Salvador.

Com isso, sobrariam apenas três "vagas", que são disputadas entre oito candidatas. Como uma das sedes será no Pantanal, Campo Grande e Cuiabá
fazem uma disputa particular. Uma outra sede será na Amazônia e três cidades lutam para receber os jogos: Belém, Manaus e Rio Branco. A última vaga ficaria entre Florianópolis, Natal e Goiânia.

 


Paralelo a escolha das sedes, há uma outra disputa entre as principais cidades. Como a final será no Rio de Janeiro, no Maracanã, como aconteceu em 1950, São Paulo e Belo Horizonte lutam para receber a abertura da Copa do Mundo. As duas cidades fazem lobby com a Fifa. Já Porto Alegre tenta garantir a semifinal da chave em que vai estar a seleção brasileira.

 

O Rio de Janeiro tenta também conseguir outras duas vitórias. A cidade quer ser a principal sede da Copa das Confederações em 2013, que serve como uma preparação para o Mundial. E espera ser também o "quartel general" da Fifa na Copa de 2014, ou seja, a cidade em que a entidade monta toda a sua estrutura operacional e também estabelece o principal centro de imprensa.

 
Read 1725 times